Tag Archives: animais

Loretto faz uma macumba e tem uma grande revelação

2 Dez
Chegar, à noite, e ser recepcionado com essa bandeja... Isso é o dia-a-dia aqui em casa.

Chegar, à noite, e ser recepcionado com essa bandeja… Isso é o convencional aqui em casa.

Loretto fez uma instalação e performance com um crânio de carneiro. Chegamos à noite e lá estava Loretto no nosso quarto, com um crânio sobre uma bandeja redonda. Sobre o crânio, uma vela. E ao redor, uns dentes arrancados de um maxilar de porco do mato e umas pedras. O quarto estava com a luz apagada. A vela estava acesa. E o Loretto estava segurando uma foice com cara de possuído. Aqui em casa é assim! Vivemos em perfeita harmonia, em um ambiente saudável e cheio de boas surpresas…

Pais normais teriam levado o filho ao exorcista.

Depois de muita conversa sobre o mundo da evocação dos espíritos e o mundo das macumbas, depois de muita conversa sobre a energia das pedras e sobre o cheiro de vela, Loretto contou qual foi sua grande revelação daquele dia. Loretto mostrou como o mundo do esoterismo é muito mais complexo do que imaginam os mortais sem conhecimento odontológico-veterinário. Palavras dele: “Manooo, arrancar dente permanente dá muito trabalho! Demorei duas horas com o alicate do papai para conseguir arrancar quatro dentes da mandíbula do porco do mato…!”

Vamos pensar pelo lado positivo: quando um hiperativo fica duas horas parado numa tarefa, estamos fazendo progresso. Eu sei…ele bem que poderia estar estudando, ou decorando a tabuada, ou ainda…treinando conta de dividir com dois números na chave…mas, enfim…pelo andar da carruagem, se um dia eu chegar em casa e ele estiver estudando desse jeito, aí, sim, é o caso de exorcizar…

Parece uma macumba, mas, na verdade, é...apenas uma experiência, com vela...

Parece uma macumba, mas, na verdade, é…apenas uma experiência, com vela…

Dentes de porco do mato. Esses daí foram arrancados do maxiliar inferior com um alicate. Segundo o Loretto, deu trabalho!

Dentes de porco do mato. Esses daí foram arrancados de um maxilar inferior com alicate. Segundo o Loretto, deu trabalho!

O tatu foi lá em casa comemorar

20 Mar

20120320-233051.jpg
Loretto passou a tarde brincando com este tatu empalhado. É de um amigo do condomínio, que conhecendo o interesse do Loretto por animais, o emprestou um pouquinho no final de semana. Posto que o tatu é o mascote da Copa 2014, Loretto aparece aqui comemorando a vitória do animal sobre a onça e o jacaré (na votação para eleger o mascote) – se bem que, para falar a verdade, o Loretto prefere onça e jacaré a tatu. OK, o Loretto é louco para ter um casco de tatu (ou ainda um tatu empalhado) – portanto, aceitamos doação. Mas quanto à onça e ao jacaré, Loretto quer tê-los vivos criados como animal de estimação aqui em casa. Tenho tentado mostrar que isso não seria muito viável…

20120320-235255.jpg

Lagarta pré-histórica carnívora

26 Jul

20110726-045302.jpg

Eu não me lembro mais da descrição que o Loretto fez para esse tipo de lagarta. O que me chamou a atenção foi o fato de ele mencionar que os animais (mesmo os insetos, como as libélulas) eram maiores na pré-história porque tinham mais oxigênio para respirar. Acho que ele falou mais “ar” para respirar…dá quase na mesma, com o perdão dos químicos e biólogos. Essa lagarta inventada, segundo o Loretto, deveria ter o tamanho de um prédio como o nosso, de 8 andares. Será muito bom para todos nós todos que essa lagarta nunca se transforme em zumbi (como o pássaro de ontem…).

Lagarta pré-histórica carnívora
Caneta esferográfica sobre papel de rascunho amassado
R$ 1

Tatu fechado, tatu aberto

6 Jul

20110704-115635.jpg