Deixei as tintas livres

26 Abr

20120426-135319.jpg

Nos pesadelos, as histórias correm autônomas, como bem entendem. É como as tintas desse quadro. E, por isso, a obra se chama Pesadelo II (pesadelo foi o tema dessa semana). Segundo o Loretto, essa técnica consiste em deixar a tinta sair do pote e encontrar o seu caminho. Não pode jogar, nem chacoalhar. O certo é virar o pote com suavidade rente ao papel. A beleza do quadro será definida pela escolha das cores que serão usadas e a quantidade que sai do pote em busca de liberdade. Aviso 1: essa técnica gasta bastante tinta. Aviso 2: demora um tempão para secar…

 

Uma resposta to “Deixei as tintas livres”

  1. Mônica Nunes 27 de Abril de 2012 às 1:38 #

    Adorei a técnica. Quando era criança pratiquei um pouco. Reconheço bem os avisos.

    Olho o desenho e vejo um elefante. Sua tromba é o que me chama a atenção.

    Grande abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: